Antônio João

O autor nasceu em Setubinha, Minas Gerais, e estudou no Rio de Janeiro, na Escola de Comunicação (ECO) da Universidade Federal do Rio de Janeiro. A escolha do curso já trazia incluso o interesse de dedicar-se aa literatura, mas os desvios foram muitos. Após colar grau, em 1977, envolveu-se no projeto de criação de uma comunidade, onde se viveria costumes de um novo tempo, e em 1985, ao ver a impossibilidade de prosseguir no sonho, mudou-se do Rio de Janeiro para Brasília, onde passa a atuar como jornalista.

 

Em Brasília, foi repórter, redator, etc. Seu primeiro texto publicado, no jornal Última Hora, trata do velório de Tancredo Neves. De 1989 a 1996 esteve na Imprensa Nacional, onde foi editor do Diário Oficial da União. Entre 2000 e 2006 atuou como assessor de imprensa no Governo do Distrito Federal.

 

Este livro tem origem em estudos, e reflexões, que vêm dos tempos escolares, mas que somente após todo esse período se complementam. Abandonado, e retomado, por diversas vezes, sobreviveu ao preço de se transformar, de um livro de jovem, para o de um homem maduro; as mudanças foram muitas, e o texto se metamorfoseou até tornar-se uma crônica daquela época especial.

 

A necessidade deste relato vem, principalmente, do fato da Contracultura não ter sido compreendida pelas gerações adultas, nem no meio acadêmico, a imprensa, ou entre intelectuais. Tanto desconhecimento, traz o risco de que descobertas importantes sejam esquecidas, substituídas pelos estereótipos que se difundiram facilmente.

 

No bojo daquele movimento surgiram ideias inumeráveis, algumas estão na base deste livro, destaco a descoberta da duplicidade cultural, com duas correntes ideológicas, entrelaçadas, e em oposição, fazendo a civilização ocidental. E ainda, a hipótese das determinantes desviadas (HDD), que explica o caos social, e as guerras, pelo trauma ancestral, em que a natureza humana se desvia da sua essência.

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.