D' al

A.C. Mateus, nasceu em Vila do Bispo em 1944.

Vive em Lagos há vinte e dois anos, depois da aposentação.

Militar de carreira, escreve poesia desde a juventude e, não teve pressa de publicar, por o fazer com o intuito de aperfeiçoar a sua expressão escrita e discursiva, exercitar e melhorar a sua formação cultural e, aprofundar o seu autoconhecimento, a par das competências profissionais que eram requeridas. Além disso, também, porque sentia a necessidade de vivência para apurar o que foi escrevendo.

É autor de alguns poemas de canções, o mais divulgado foi “Oásis”, do Conjunto João Paulo, com edição discográfica nos anos 60/XX. Coisas da juventude.

Publicou em 2018 o poema “UM PRINCÍPIO DE UNIVERSO d´Al”, nesta Editora.

Querendo ser discreto, continua a trabalhar serenamente, principalmente focado no tema titulado neste Vol. I, tendo já em rascunho outros. Este foi sempre o seu foco e desafio poético.

Austero e idealista, é mais bucólico que citadino, preferindo os espaços abertos.

Uma solicitação inesperada motivou e proporcionou que publicasse, quando decidira que isso perdera interesse.

Agora que veio a público, senteque abriu uma janela por onde lhe chega mais luz. Outros,não são apenas leitores-juízes do que escreveu, somam-lhe a luz das suas vidas ao apropriarem-se da substância emotiva da obra. Neste caso: ser Lusitano, assumindo essa raiz de identidade ancestral projetada na História. Como se disseram os portugueses nos seus relatos.

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.