Daniel Anselmo

“Nasci e cresci numa aldeia chamada Tires, nos arredores de Lisboa, em 1984. Quando era criança, ainda se avistavam rebanhos de ovelhas a pastar nos campos ao longo da estrada. Cresci com a televisão a preto e branco e brincava todos os dias na rua. Tive uma infância cheia de brincadeiras, acompanhada de valiosos ensinamentos alentejanos e de grandes mudanças que ocorreram no mundo. Cresci, estudei temas variados, comecei a trabalhar e deixei de ver os rebanhos de ovelhas a pastar ali ao pé de casa e as crianças já não brincavam tanto na rua.

A cidade sempre teve o seu encanto, no entanto quando fui trabalhar para Lisboa esse encanto foi perdendo o seu poder. O barulho dos carros e a grande azáfama das pessoas fizeram com que a outrora empolgante e desejada vida citadina se transformasse em qualquer coisa desinteressante. Seguiram-se uma série de aventuras que mais se assemelham a uma novela mexicana ou um filme de domingo à tarde.

Agora vivo nas montanhas de um país que não é o meu e escrevi esta história para a minha filha. Quero que ela se lembre de mim.”

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.