Daniel António Santos de Sousa

Devido a variadas experiências no decorrer da minha vida, da minha forma de pensar e de olhar a sociedade, eu comecei a sentir necessidade em expressar-me. A forma que eu considerei mais livre e que melhor se adequava a mim foi através da escrita.

Vicissitudes que aos 16 anos me fizeram tropeçar na poesia e em 2013 dar forma a “Pedaços D’Alma”.

Agora, sem retorno “Incontornável” aparece.

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.