Diogo Pacheco de Amorim

Diogo Pacheco de Amorim licenciou- -se em Filosofia pela Universidade de Coimbra, e teve uma vida pessoal e profissional movimentada: foi jorna- lista, colunista em dois semanários, professor universitário, consultor em Gestão imobiliária e gestor de empresas. Acompanhou sempre atentamente a vida política nacional e internacional e dedicou uma boa parte da sua vida à intervenção cívica e política. Tem poesia cantada por José de Campos e Sousa, Manuela Teles da Gama, António Moreira da Silva e José Freire. Tem textos e títulos publicados nas áreas da História, do Imobiliário, da Cultura e da Política. Cânticos do Sangue e da Terra é uma incursão no âmbito da Poesia, integrando vários poemas que datam da segunda metade da década de 70.

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.