Fernando Figueirinhas

 Fernando Figueirinhas é Administrador de Empresas (de formação académica), Escritor, Poeta e Diretor (Realizador). Nasceu no Porto, Portugal, em 1952, e mudou-se para o Brasil em 1976, onde se fixou. Interessado em questões perenes de cunho filosófico, que tratam da problemática humana em vários de seus aspetos, como o homem perante o mundo e si mesmo, vale-se da ética, da estética e de princípios fundamentados nos valores universais em favor de um mundo mais justo e digno.Realiza vários documentários sobre arte e outros assuntos polémicos, cuja complexidade e profundidade, devidamente orientadas, defendem com muita intensidade a tese-proposta da questão colocada. Dirigiu e produziu: A Ponta do Iceberg, Gente Sem Nome, Esquecidos na Noite, Razão de Ser, A Tríada da Cognição, Manlio Moretto, Egas Francisco, Evasão e Sonho, Projeto Abertura, e Pedras que Falam, entre outros. Preocupado com as grandes questões que o mundo contemporâneo propõe, idealiza o Projeto Cultural Abertura, dedicando-se à administração do projeto, a escrever e à direção e produção de documentários filmados e, também, à produção e manutenção dos websites que mantém na Internet. Ultimamente, atento à realidade do atual momento, vem-se dedicando à escrita ininterrupta de vários textos, poemas e pensamentos, chegando a escrever quinze textos por dia. Publicou, entre outros, os seguintes livros: Manlio Moretto, Palavras de Imagens, A Urgência da Mudança, e Palavras Nascem.

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.