Gil

No dia 19 de Março de 1938, Maria da Glória, esposa de António da Cruz, deu à luz, na aldeia mais alta de Portugal continental, o Sabugueiro, um filho varão. O nome que lhe deram no baptismo, foi o nome do santo que se celebra nesse dia. No entanto, mais tarde, ele adoptou outro, que é o nome do autor de «Sentimentos».

Em 1950, por dificuldades deixou o Sabugueiro, e foi estudar para o Instituto Branco Rodrigues, situado em S. João do Estoril.          

Além do liceu, aí, estudou também música, tendo tirado o curso de clarim, no Conservatório Nacional de Lisboa, o que lhe permitiu, mais tarde, ser professor de Educação Musical, em quatro escolas do ensino básico, sendo a última, a escola E.B. 2-3 Paulo da Gama, localizada na cidade de Amora

Em 1962 matriculou-se na Faculdade de Direito de Lisboa, onde conviveu com a

Grande crise estudantil de então.  

Quando frequentava o terceiro ano, foi obrigado a interromper os estudos, o que muito o entristeceu.

De então para cá, tem-se dedicado à escrita e à composição musical.

Em 1972, publicou um livro de quadras populares, intitulado «Para Quê Muitas Palavras»; em 2012 colaborou na 1. Antologia Poética, publicada pela Minerva Em 2013 publicou o livro «Afirmação».

Depois de «Sentimentos», tem vários livros, prontos a serem publicados.

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.