Gilson de Paula

 Gilson de Paula é natural de Curitiba, capital do Paraná. Aos 42 anos, ele já pode ser considerado uma das gratas revelações da literatura brasileira. Formado em jornalismo pela PUC-PR, em 1992, sempre se destacou pela irreverência de seus textos. Foi editor de esportes do Diário Popular entre 1993 e 2007 e também redator chefe da Revista Pista Livre, especializada em automobilismo. Além de jornalista e escritor, também é cantor e compositor, sendo autor de mais de 150 canções. No cinema, dirigiu o filme “Coração Verde e Branco”, em 2009.Discípulo de Dias Gomes e Luis Fernando Veríssimo, Gilson de Paula possui um estilo irônico pra fazer humor. Sabe aquela coisa de chutar a canela do outro sorrindo? É exatamente o que ele consegue fazer em suas obras. O bom humor está presente em todos os parágrafos, mas o chute na canela vem junto sempre. Bom humor andando ao lado da ironia e do sarcasmo. Suas histórias geralmente surgem em lugares fictícios e os personagens são os mais inescrupulosos possíveis. Para Gilson de Paula, esse gênero literário, repleto de falcatruas, corrupção, mentiras, falsidade nada mais é que o retrato da sociedade como um todo. “A corrupção, a mentira, a falsidade e as falcatruas estão em todos os lugares. Eu só uso nomes fictícios para não ser processado. Porém, está cheio de prefeitos Carlitos por aí. Nem precisa procurar muito”, diz. 

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.