H. Doyle

Esta é a primeira obra de ficção de H. Doyle – o jornalista Hélio Doyle, mestre em Comunicação, professor aposentado da Universidade de Brasília, consultor em comunicação e política e pesquisador de opinião pública. 

            H. Doyle nasceu no Rio de Janeiro em 1950, mas considera-se brasiliense, pois vive na capital federal desde 1961. Em Brasília estudou, casou-se duas vezes, teve seis filhos e, até agora, três netos.

            Trabalhou nas principais redações, como repórter, colunista, editor, editor-executivo e editor-chefe: Correio Braziliense, Opinião, O Estado de S. Paulo, Jornal de Brasília, Folha de S. Paulo, TV Globo, Veja, IstoÉ, Brasil Extra, Zero Hora, Jornal do Brasil, Jornal da Comunidade, Brasil247, Brasília247 e Metrópoles. Foi stringer da revista norte-americana Time e da agência alemã DPA. Mas considera que sua maior realização como jornalista foi a criação e a direção de redação da revista meiaum, publicada por sua editora e agência de comunicação, a WHD. 

            Dirigiu documentários, três deles premiados em festivais, e o programa de televisão Estação Ciência. Trabalhou em agências de propaganda, coordenou campanhas eleitorais e foi assessor de imprensa e de comunicação de empresas públicas e privadas.

            Na vida pública, foi presidente do Sindicato dos Jornalistas do Distrito Federal e participou de três governos de Brasília, como secretário de Governo, chefe do Gabinete de Articulação Institucional e chefe da Casa Civil.

            É autor de Assim é a Velha Política, publicado em 2017 pela Editora Meiaum.

 

 

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.