Inês Maomé

 Nascida a meados do século passado, tirou o curso de Ciências Farmacêuticas na Universidade, mas queria ser ginasta.Com fama de extrovertida, o que é um disfarce, é profunda em tudo o que sente e rasa em tudo o que faz.Gosta de dançar!E não mente.Acredita na força do amor e da amizade.Sempre escreveu cartas de amor em folhas soltas, por gostar.Hoje escreve sobre o que gosta, como gosta, para quem quiser gostar com ela (e dela).Escreveu "Aqui vai o Lenço", que vai agora na sua 2.ª edição, "A Mantilha", e agora "Mulheres Singulares".

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.