J. M. Raposo

Nasceu numa aldeia do concelho de Marvão.Ainda com 12 anos foi para Lisboa trabalhar numa farmácia. A formação académica fê-la enquanto trabalhador / estudante, tal como milhares de outros da sua geração.Em Lisboa completou o liceu, como então se chamava. Já no Porto licenciou-se em Filosofia pela FLUP.Em Braga, na Faculdade de Filosofia da UC, frequentou o mestrado em Bioética. Um inesperado problema de saúde interrompeu a tese, pelo que o mestrado se ficou pela pós-graduação.Trabalhou como empregado de farmácia, escriturário, chefe de secção, assessor, formador (na área da ética e bioética) e coordenador de uma Universidade da Terceira Idade.Aos vinte anos, depois de ler Jorge Luiz Borges, desistiu da escrita e dedicou-se à leitura.Actualmente escreve de forma intermitente em dois blogues, mas apenas como terapia. Nas intermitências continua a dedicar-se à leitura, lendo o que lhe apetece e quando apetece.Estas conversas são uma excepção à terapia.   

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.