João Perles

O caipira do interior do Estado de São Paulo, nascido no fatídico ano de 1964, cresceu pisando o pó das ruas sem asfalto e respirando a umidade das matas ciliares, dos córregos e dos rios, bem ao modo Tarzan dos gibis e do cinema. Formou-se jornalista e, entre uma notícia aqui e outra acolá, fazia saltar um texto poético, uma crônica ou um conto, tudo despretensiosamente. Um dia se deu conta de que tanto o pó das ruas quanto o tempo revestido em sépia haviam rendido uns escritos guardados entre pátina, então juntou o pó e o tempo numa alquimia e resolveu chamar de livro. Se deu certo ou não, fica a juízo do leitor, afinal, todos os viventes pisam o pó do seu tempo.

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.