Leonardo B.

Minha infância foi, praticamente, como a de qualquer outra criança. Por falta de uma área

de lazer, o pessoal transformava a rua em campinho de futebol. As proibições da minha mãe

quanto a participar não eram necessárias, pois faltava gosto pelo esporte. A preocupação era com a [falta de] segurança nas redondezas. O tempo passa e sou forçado a admitir que a vida não seja desenhar personagens da TV e jogar videogame. Preciso resolver qual rumo dar a ela. Apesar do gosto pela matemática enveredei pelos bits e bytes. Foi difícil entrar, mas para surpresa de alguns consegui. Mais difícil ainda é sair. Seria cômico se não fosse trágico. Tá bom é cômico.

Pra mim é.

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.