Manuel António João

Manuel António João nasceu em Felizes, freguesia de São Barnabé, na serra Alentejana, em Fevereiro de 1944, filho de António João e de Maria das Dores. Frequentou a escola primária, onde completou a terceira classe, e saiu de casa aos onze anos para trabalhar na casa de um casal de idosos. Com catorze anos, resolveu comprar os livros da quarta classe, estudou-os por inteiro, e sem frequentar a escola fez o exame da quarta classe com sucesso.

 

Aos dezassete anos, em Março de 1961, e com o apoio dos tios, foi trabalhar para a pedreiras de Pêro Pinheiro em Sintra. Em Agosto trocou as pedreiras por uma mercearia e taberna em Albarraque. Durante três anos trabalhou alegremente das oito da manhã à meia-noite. Aos vintes anos foi trabalhar para uma padaria que lhe permitiu ter tempo para estudar e ter explicações seis vezes por semana. Completou o primeiro ciclo, actuais 5º e 6º anos, e já na tropa completou o 5º ano, equivalente ao 9ºano. Mais tarde, e já empregado numa fábrica, completou o 7º ano, equivalente ao 12º ano. Não frequentou a universidade porque entretanto casou e teve dois filhos. Frequentou alguns cursos de formação na empresa, que entretanto foi dissolvida, dispensando-o com vinte e três anos de casa.

Felizmente Manuel António João já tinha aprendido um outro ofício, a restauração e encadernação de livros. Este novo ofício proporcionou-lhe o contacto com todo o tipo de literatura, o que o tornou um amante de livros e da leitura. Acometido de doença grave e sem nunca ter escrito nada, surgiu-lhe aos setenta e três anos a inspiração para a poesia. Tentou recuperar as quadras do seu pai, António João, mas já era tarde, e só algumas foram recuperadas. Em Fevereiro de 2017, resolve participar num concurso de poesia, os Enamorados por Lisboa para o dia de São Valentim, e ganha com o seu primeiro poema, Lisboa Altar do Amor. Surpreendido com a notícia da vitória, inspirou-se para escrever mais dois sonetos sobre Lisboa: Lisboa Cidade do Amor e Lisboa Cidade Privilegiada.

 

E nunca mais parou…

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.