Mara Romaro

Mara Romaro, escritora, poetisa e desenhista, nascida em Atibaia- São Paulo - Brasil.

Na infância iniciou escrita, desenhos e aquarelas. Seguiu carreira adversa à literatura, em seu tempo livre retorna à literatura e desenho. Escreveu poesias, cartas, textos (poéticos, ficcionais e pensamentos), contos e diários; que incorporam suas ilustrações de técnicas mistas (lápis, giz, aquarela, tintas acrílicas, nanquim).

Aos quarenta e cinco anos encerra carreira de analista de sistemas, fixa-se no interior e passa a se dedicar exclusivamente à literatura e desenhos.

Publicou em pequena edição artesanal os livros “Bouquet de Palavras” - 2007 e “Floresta dos Dizeres” - 2010.

Seleção da poesia “Bioanalogia” para o Concurso Nacional de Poesia “Amigos da Biblioteca” – Sumaré-SP-Brasil | 2015.

Seleção das Poesias ‘Vinho Branco em Monsaraz’ e ‘Noite Alentejo’ para a antologia “Do Mosto à Palavra – Vol I  2017, Chiado Editora – Portugal.

2007 se dá uma fase importante de uma vertente de escrita dos textos abstratos e os livros artesanais.

Após 2015 se dá sua fase de poesia, elaborando diversos livros. Em 2017, sua poesia se consolida, de teor sensível, simbólico e intimista; escreve “Vipassana desenhada a lápis Sanguine e Carvão” - sua ficção baseada em fatos autobiográficos e relatos, inicia a ficção de dramaturgia infanto-juvenil, contos abstratos e artísticos e seus diários ficcionais filosóficos. Composição de compêndio de poesia e o livro Confissões, de teor místico, poético, pensamentos, contos autoficcionais.

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.