Miguel Santana

Nasci na freguesia do Estreito da Calheta, na Ilha da Madeira, no seio de uma família campesina, pobre eáspera, por parte do meu pai. Eu catalogava-os de pobres ricos pois, sempre que levantava o colchão preenchido de lãde ovelha e algumas cagadas de pulgas nos lençóis, tirava dinheiro para que pudesse sobreviver e alimentar-me, jáque o meu pai castigava-me com a alimentação e outras cobardias.

Passei fome, miséria e maus-tratos. Havia muitos entraves navida. Chegar ao dia de amanhãera uma luta constante. Fazer-me homem não foi tarefa fácil. Aos dezoito anos, emigrei para a Venezuela, conheci a Europa de Norte a Sul e de Este a Oeste. A minha história viajou por tantos horizontes.

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.