Pureza Ricciardi Leitão

Olá, eu chamo-me Pureza.

Bom, não. Na verdade é Maria da Pureza.

Quando nasci não me deixaram ser só Pureza. Até gosto do nome Maria mas pr'alem de ser dos nomes mais comuns da história dos nomes, prefiro Pureza. Bem mais. Mais uma vez, chamo-me Pureza e sou uma pessoa normal. Normal. Este normal que tanta gente o é mas parece crime sê-lo e demonstrar-se como tal. O diferente é que está a dar! Eu nunca ganhei nada de especial, nunca fiz viagens espectaculares, não tenho um namorado com quem ponho fotografias à "notebook" e um por do sol de fundo. Também não tenho um grupo de amigos à "Friends", tenho uns 3 amigos residentes e o resto é em avulso. Não comecei nenhuma empresa do zero, nem nunca fiz queda livre. Também não tenho uma fotografia com um tigre ou na neve a fazer ski. Nada disso.

Tenho uma vida normal - dias chatos, dias felizes, choro, rio. Há dias que me sinto a mulher mais maravilhosa do mundo, há dias que nem me dá vontade de me ver ao espelho. Há dias que penso nos putos de África sem nada para comer e há dias que nem me lembro que existem.

Sou normal. Estranho... não?

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.