África a Preto & Branco
€11,00   Papel

África a Preto & Branco

Sinopse

Tudo começa em Moçambique nos finais dos anos cinquenta onde se radicam dois casais de portugueses saídos da Metrópole, em busca de melhores condições de vida.
De uma das famílias nasce o Carlos Nuno e da outra a Maria. Dada a proximidade entre as duas partes, os filhos tornam-se amigos inseparáveis.
Em Canda, onde vivia a Maria, vivia também Salomé, uma menina negra, a sua melhor amiga, por quem coração do Carlos se deixa aprisionar, apesar de ser um amor embargado pela oposição da mãe.
Salomé foi a sua única e verdadeira paixão até ao fim e por ela lutou contra tudo e contra todos.
À semelhança da Maria, o Carlos e a Salomé também tinham família em Angola. Quando em 1970 a Maria parte para Benguela eles continuam a encontrarem-se em segredo.
Perante o processo de descolonização e os conflitos que começaram a assolar Moçambique, os pais de Carlos regressam a Portugal.

Carlos negou-se a ir com eles e tomando a decisão de nunca deixar África, rumou para Angola para casa dos tios que com a crescente vaga de destruição que se começou a sentir, acabaram também eles por ir embora, delegando ao sobrinho a responsabilidade do negócio. É nesta altura, quando é proclamada a independência, que a família da Maria deixa também Angola.
Carlos manteve-se firme face às dificuldades pensando apenas numa coisa: reaver Salomé e é com esse propósito que acaba por ir buscá-la a Moçambique. Trá-la para junto de si e começam a viver um sonho que é interrompido abruptamente pela guerra que flagelou Angola em 1992. Depois de ver morrer amigos ao seu lado, de perder Salomé e de ficar à beira de si próprio, decide finalmente deixar África.

Décadas mais tarde encontra-se com a Maria em Portugal e revivem as histórias do passado.

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.