€11,00   Papel €3,00   Ebook

Andamentos

Sinopse

Neste livro tocam-se pautas de poemas, incluídos numa sinfonia sem nome, executada em vários andamentos grafados. Cada verso, em querendo, adquire a magia de um naipe de instrumentos: as madeiras em fogo, os metais canoros, a ária triste a projetar uma textura algo baça, um tímido oboé, um solo de violino, em adagio, a exprimir um lamento, uma dor longínqua, uma dor próxima. Se se encontrar uma nota, uma referência a Herberto Helder, a Leonard Cohen ou a Ruy Belo, entre outros, não será de estranhar: todos eles são músicos nas suas letras, professores na sua filarmonia de poetas. E, como nos hinos mais épicos e nas árias mais simples, há diferenças de dimensão, de tom, de ritmo, de intensidade. Cada andamento tem (quer ter) a sua cadência e a sua própria melodia (ou fragor), sob uma batuta. O leitor é o grande executante.

 

 “poderia talvez herberto ter dito que

havia um livro que corria por um orvalho dentro

mas este era um livro que estava aqui

nesta rocha

quieto

com um poema em branco por escrever

até que um homem o abriu e as palavras começaram a surgir

sílaba a sílaba verso a verso

(…)

o homem entendia o poema

o poema dava-se bem com o homem

mas de repente houve um estremecimento

e o homem fechou o poema

isto é

fechou o livro que suspendeu o poema

e as letras deixaram de aparecer na página branca

por que terá o homem terminado essa leitura

não sei

há coisas que eu não sei”

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.