Calavam-se as Estrelas na Mágoa Daquele Inverno
€10,00   Papel €5,00   Ebook

Calavam-se as Estrelas na Mágoa Daquele Inverno

Sinopse

É longo e curto o caminho que medeia entre o crime e o perdão. Esta frase é o que resta de uma reflexão feita pelo autor a partir de uma das obras mais notáveis da história da literatura: Crime e Castigo de Fiódor Dostoiévski. Acredita o autor que em cada um de nós há um Raskólnikov (os pequenos crimes que, normalmente, não chegam a acontecer, os arrependimentos por vezes tardios, os castigos que a vida nos vai pregando  e aquilo que mais dignifica o género humano: a capacidade de perdoar). A literatura, ao introduzir-se neste complexo, transmite ao leitor a sua visão humanista do mundo e com isso terá atingido um dos seus objectivos mais nobres.

DE QUE OUTRAS ÁRVORES

 

Não as toca o crime

nem a solidão

 

só o verde abrange

as frases na escrita das folhas

o rumor breve

dos cloroplastos

a cinza adiada

para outro verão

 

porque as árvores

são o início de tudo

nelas se arruma o espírito

 

se encontra o repouso

a ligação à terra

e ao céu

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.