€19,00   Papel €3,00   Ebook

Endividamento Brasileiro – Um Grande Negócio

Sinopse

O Brasil não foi endividado. Nem externa, nem internamente. Nem no passado, nem no presente. Endividou-se – por iniciativa própria e sem vassalagem. Decisores públicos do setor econômico do governo – em sintonia com as “expectativas” do mercado (nativo e de sua vertente internacional) - formularam e executaram, informalmente, políticas de endividamento (externo e interno) do Estado centrando-se na atração do capital externo, em todos os governos, de 1947 até hoje. Políticas essas que foram deliberadas e centradas no endividamento continuo, permanente e crescente do Estado - processo entendido como endividamentismo, o qual tem sido, simultânea e sincronicamente, um grande negócio para atores nativos e internacionais, bancos, fundos de pensão, grandes empresas, decisores públicos, políticos, dentre outros. Contempla interesses e políticas de uns e outros, dele se obtém benefícios financeiros, se implementa projetos ou leis ou decisões, se colhe ganhos simbólicos, se valoriza outplacement, ou se pratica alinhamento político internacional preconizado por entes internacionais ou/e países hegemônicos. Ganhos múltiplos e multi-formas (financeira, política, geopolítica, simbólica, network e outras) propiciados fizeram dele um Grande Negócio!

Análise desenvolvida baseia-se em Macroeconomia mesclada com conceitos e métodos oriundos do Science Studies (em especial: Bruno Latour e Michel Callon) e da “filosofia prática” de Michel Foucault.

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.