No Limiar do Absurdo
€11,00   Papel

No Limiar do Absurdo

Sinopse

Frente ao mundo carregado de nuvens e uma floresta de interrogações.


Quando alguém, boa figura, quer fazer,
Sem dinheiro ter
Tem de pedir e ficar a dever
E se nisso insiste
Má figura faz, se não desiste.
Para da crise sair
Alem de bom senso é necessário mudar,
Contas públicas e privadas e crédito controlar,
Com as contas do Estado regularizadas
Já é possível depois criar riqueza e investir.
O ideal de economia
É muito gastar, mas sem se endividar,
Para investir e produzir,
Se assim fosse, o que aconteceria,
Era haver trabalho para todos empregar.

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.